Investir em Cannabis : É o Investimento Financeiro do Momento?

Investir em Cannabis : É o Investimento Financeiro do Momento?

Devemos nos apressar com o cannabis agora? Mais especificamente, devemos investir em empresas desse setor em seu pleno surgimento? Essa é a euforia nos mercados dos EUA e do Canadá.

Apenas reservado para usuários com finalidade de consumo próprio, e ilegal, a maconha está se tornando o novo ouro verde, uma nova matéria-prima de um mercado muito lucrativo.

Depois da Holanda, em 1976, poucos países se aventuraram na legalização da planta de efeito alucinante. Mas recentemente, os Estados Unidos e o Canadá começaram a descriminalizar o consumo de cannabis, como na Califórnia. Acima de tudo, seu uso não está mais restrito a amadores, mas se tornou um ingrediente médico. Esses dois fatores, a legalização de um lado e o uso terapêutico do outro, iniciou um novo movimento global no mundo e sobre tudo nos mercados financeiros.

Surgimento de empresas especializadas

A empresa canadense Tilray, envolvida na pesquisa, produção e distribuição de maconha medicinal, tem visto o preço das ações se multiplicarem dez vezes mais desde sua abertura de capital em 2018. A criação deste tipo de negócio, está conectada, porque o potencial está lá. Mas é um mercado real, viável ou é apenas uma simples moda de momento? O que estamos testemunhando é a criação de uma bolha como das tecnologias do ano de 2000, ou mais recentemente das moedas de criptografia. E mesmo assim, os mercados estão cada vez mais competitivos.

Evolução do título Tilray:

Tilray

Evolução do título Tilray

Mercado legal de cannabis

O tamanho do mercado global de cannabis é estimado em cerca de $ 16 bilhões de dólares. Este número deverá aumentar significativamente nos próximos anos. Notavelmente este mercado vai chegar à $ 40 bilhões em 2021 e $ 57 bilhões em 2027 de acordo com um estudo recente.

O desenvolvimento desta indústria depende em grande parte do quadro jurídico legal de sua utilização e das políticas nacionais. Em 17 de outubro de 2018, o Canadá legalizou a utilização recreativa do cannabis. A utilização para fins medical também se estende mais amplamente na América do Norte. Portanto, as empresas norte-americanas foram licenciadas para se desenvolverem rapidamente e expandirem seus negócios na Europa, América do Sul, África, Ásia, Austrália, e em todo mundo.

A produção e venda de maconha está crescendo rapidamente e provavelmente é hora de se posicionar e tentar lucrar com isso.

Legalização

De um ponto de vista legislativo, como vimos, a América do Norte está na vanguarda: os Estados Unidos e o Canadá estão impulsionando o crescimento. Na Europa, a Holanda e especialmente a Alemanha estão posicionadas como líderes europeus neste mercado. O Reino Unido, a Itália e a França certamente irão reagir, mas isso precisará de tempo e de uma mudança política de cara-a-cara sobre o conceito da maconha.

No entanto, os estados certamente irão olhar seriamente sobre esta questão. De fato, a indústria de cannabis pode trazer benefícios para as economias locais. A criação de empregos contribuiria para reduzir o desemprego e a arrecadação de impostos seria bem-vinda para os estados. Os governos têm todo o interesse em promover o surgimento e desenvolvimento deste mercado.

Opinião pública

Parte da população apoia fortemente a legalização e regulamentação do consumo de cannabis e a flexibilização das restrições de utilização. Organizações estão se reunindo em todo o mundo para mover as linhas e exigir mudanças políticas na utilização de cannabis. Evidenciado pela Marcha Global da Maconha organizada anualmente desde 1999, agora conhecido como o Cannaparade.

As utilizações do cannabis

A grande revolução, se assim podemos dizer, vem do uso medicinal da planta verde. O tratamento terapêutico pode ser administrado por pacientes com doenças crônicas ou simplesmente reduzir sua dor recorrente. Este mercado medical está estimado em $ 19 bilhões de dólares. Este montante viria em grande parte da Europa e do restante do mundo, sendo a Europa mais cautelosa em relação à utilização recreativa. De fato, o uso do consumidor será muito limitado na Europa devido às políticas de proteção do consumidor e de saúde pública. Por outro lado, o alívio do tratamento de dores crônicas atendidas por médicos e hospitais serão menos problemáticos.

Do lado público e da utilização "recreativa" do cannabis, isso preocuparia principalmente os Estados Unidos. Este mercado é estimado em $ 38 bilhões de dólares. Estas estimativas fazem com que alguns investidores subam nas alturas vendo que as folhas verdes estão aumentando os dólares em massa!

Como se beneficiar?

O mercado de cannabis, embora já em andamento, permanece pouco conhecido pelo público em geral. Os investidores profissionais estão se posicionando agora para aproveitar essa tendência de alta inevitável. Então, como eu posso fazer parte desta festa?

Uma primeira solução é comprar fundos nesse setor. Eles ainda são poucos ou inexistentes, mas devem aparecer nos próximos meses. Os ETFs também estão sendo criados ou já estão no mercado, como o Horizons Marijuana Life Sciences ETF criado em 2017 e cotado na Bolsa de Valores de Toronto no Canadá. Para saber mais detalhes sobre esta composição atualizada deste ETF, acesse diretamente o site da Empresa Horizons.

Evolução do ETF Horizons Marijuana (HMMJ):

HMMJ

Evolução do ETF Horizons Marijuana (HMMJ)

Uma alternativa é selecionar as ações para comprar. Também podemos nos interessar no setor farmacêutico, nos laboratórios de pesquisas, nos produtores e todas as novas formas especializadas em cannabis. Por outro lado, as empresas de consumo "clássicas" que se beneficiarão desse mercado são um alvo em potencial. Em bebidas e spirits, por exemplo, empresas como a Pernod Ricard estão muito interessadas.

Avisos

Em qualquer ocasião, uma coisa é certa: é no momento um mercado que está em crescimento e evolução. É até o momento está altamente especulativo, portanto, muito volátil. O risco de perda é muito real. O máximo de cuidado é necessário.

Para o investidor particular que deseja ser inserir à este mercado, a compra de fundos ou ETFs ainda é a coisa mais razoável a fazer.

Além disso, este mercado tem muita pouca barreira de entrada: é relativamente fácil tecnicamente produzir cannabis. Consequência imediata: muitas empresas serão criadas e os preços inevitavelmente cairão...

O raciocínio é provavelmente menos verdadeiro no segmento de utilização medical, onde a especialização e o nível de exigência são muito mais altos.

Última Atualização em 03/10/18

Continue esta discussão no Forum