Libra: Devemos investir na nova criptomoeda do Facebook?

Libra: Devemos investir na nova criptomoeda do Facebook?

O Facebook entra com grande estilo no blockchain e nas criptomoedas. O gigante americano não possui pouca ambição e vê as coisas grandes. Vamos ver o que há de novo nas criptomoedas do Facebook.

Já sulfuroso

Assim que o Facebook anunciou sua (futura) nova moeda virtual, batizada de Libra, os reguladores e outros políticos americanos soaram o alarme e pediram ao Facebook para pausar seu projeto, afim de que as autoridades possam examinar a proposta. Tudo isso por causa da posição dominante do Facebook, e especialmente, por causa do recente escândalo relacionado aos dados dos usuários.

No dia 18 de junho de 2019 o Facebook Inc. anunciou a criação de uma criptomoeda chamada Libra. Ele será administrado pela Associação Libra, um grupo de empresas que terá o mesmo peso na gestão da criptomoeda. Estes irão lidar com a governança, estratégia e implementação do Blockchain Libra. Entre os membros fundadores da Associação Libra, encontramos em particular os principais intervenientes no pagamento como: (Mastercard, PayPal, Stripe, PayU, Visa), do comércio online e da tecnologia (ebay, Lyft, Spotify, Uber), telecomunicações como: (Iliad, Vodafone), bem como empresas de investimento capital e o mundo da blockchain. Deve-se notar também que o Facebook criou a Calibra, uma subsidiária, regulada para garantir a separação de dados sociais e financeiros e para criar e operar serviços em seu nome através da rede Libra.

association libra

Associação Libra

O que é a Libra ?

A Libra é uma criptomoeda global, digital e de backup, baseada na tecnologia de blockchain de código aberto. As pessoas poderão enviar, receber, gastar e garantir seu dinheiro, permitindo assim um sistema financeiro global mais inclusivo. Essa é a visão da Libra.

O objetivo é tornar a Libra tão amplamente aceita e fácil de utilizar quanto possível afim de criar uma moeda que as pessoas possam usar com confiança e facilidade em suas vidas diárias.

O Blockchain Libra é explorado por uma rede de várias validações. A evolução do blockchain será supervisionada pelos membros fundadores da Associação Libra e cada membro será responsável pela execução de várias validações. Na medida em que a rede se desenvolver e se tornar mais autônoma, a Associação Libra trabalhará para se mudar gradualmente para um modo de operação sem autorização.

Uma moeda digital diferente de qualquer outra

Se você ainda não conhece a Libra, provavelmente já ouviu falar de outras « moedas » começando com a famosa Bitcoin. A libra é a enésima vez « moeda » ? O que a Libra agrega em relação aos outros e ao Bitcoin ? Nós veremos que Libra difere consideravelmente do Bitcoin de várias maneiras.

Primeiramente, a diferença mais notável pode estar na centralização da Libra. Nenhuma entidade única controla o Bitcoin. Por outro lado, o Facebook e a Associação Libra (com sede em Genebra) exercem um importante controle sobre a Libra e sua utilização. A Associação Libra também parece dar aos membros fundadores o poder sobre o que poderia se tornar um ativo global de liderança. O Bitcoin não dá controle às empresas da mesma maneira.

Em seguida, o que diferencia a Libra de outras criptomoedas é o seu valor. De fato, a Libra é apoiada por uma reserva de ativos reais que ajudarão a manter seu valor estável. Uma cesta de moedas e ativos será mantida na « Reserva da Libra » para cada Libra criada, fortalecendo assim a confiança em seu valor intrínseco. Devemos, portanto, ter muito menos volatilidade no preço da Libra do que no da Bitcoin.

Além disso, a Blockchain Libra e a « mineração » associada (criação de moeda da Libra) são controladas pela Associação Libra. Os mineiros terão que solicitar e receber uma licença de mineração. Eles não poderão apenas fazê-lo « nem visto nem conhecido » do seu quarto, como é o caso do Bitcoin.

E por final, para simplificar, podemos dizer que a Libra finalmente representa uma moeda digital séria, criada e controlada por grandes players do setor, e que pode ter um futuro concreto à sua frente.

Uma linguagem de programação dedicada

Como o Facebook não faz as coisas pela metade, eles inventaram uma nova linguagem de programação para o blockchain da Libra! Essa linguagem, que será segura e flexível, é chamada de Move. Não há necessidade de entrar em detalhes aqui, mas saiba que existe documentação para aqueles que estão interessados.

Devemos investir na Libra? 

Claro ! Os membros fundadores não estavam enganados. A Libra será a única criptomoeda pensada e desenvolvida com uma visão real à longo prazo. Isso não significa que o Bitcoin esteja morto. Vemos que as duas moedas são muito diferentes. Em qualquer caso, a Libra parece menos arriscada em termos de investimento do que qualquer outra criptomoeda.

O lançamento da Libra está previsto para o primeiro semestre de 2020. Os fundadores esperam criar mais acesso aos serviços financeiros de melhor qualidade, mais baratos e mais acessíveis, não importa quem seja o usuário, onde ele mora, o que ele faz na vida ou quanto ele ganha. Eles estão conscientes que o caminho a ser percorrido será longo, árduo e que não será possível fazer isso sozinhos. É preciso unir todas as forças e formar um movimento real em torno desse objetivo.

Só resta esperar um pouco e ver se a Libra se tornará uma ferramenta de transação importante nos próximos anos, utilizada por centenas de milhões de pessoas em todo o mundo. Conhecendo o Facebook, seu poder impressionante, assim como o de outros membros da Associação Libra, pode-se imaginar que eles atingirão seu objetivo.

A não ser que senadores e reguladores mais antigos, e que vivem em um mundo paralelo e arcaico interrompam seus planos! !

Confira e compare os Melhores Brokers em Cripto-Moedas

Última Atualização em 21/06/19

Continue esta discussão no Forum