Apple no Auge: Agora é a hora de comprar?

Apple no Auge: Agora é a hora de comprar?

Com mais de $ 500 dólares a capitalização de mercado da Apple é de quase $ 2.160 bilhões de dólares, a empresa mais cara do planeta, e especialmente inédita até hoje.

Em julho, a Apple também anunciou um desdobramento de ações 4 por 1 que aconteceria no final de agosto. Isso sem dúvida alimentou o interesse pelo título da Apple nas últimas semanas.

De qualquer forma, estamos em níveis estratosféricos. Então, é o momento certo para comprar ações da Apple? Não deveríamos esperar um pouco?

UM MAMUTE DOS MERCADOS

A Apple tornou-se cada vez mais dominante e seu título está alcançando novos patamares. O objetivo da empresa é facilitar a participação de mais investidores com um desdobramento de ações que terá o preço das ações individuais dividido por 4.

A mudança segue um marco importante para a fabricante do iPhone: em meados de agosto, a capitalização de mercado da Apple ultrapassava $ 2 trilhões de dólares. Nos dias seguintes, esse número subiu para cerca de $ 2.160 bilhões, tornando a ação da Apple a mais valiosa da história, depois de superar o recorde da empresa Saudi Aramco de $ 2.030 bilhões de dólares alcançados em dezembro de 2019.

E a Apple não mostra sinais de desaceleração. Seu iPhone 5G altamente aguardado e as oportunidades em mercados emergentes são provavelmente iminentes.

Os atuais investidores da Apple receberão suas ações adicionais (3 ações para cada ação detida) após o fechamento no dia 28 de agosto as ações começarão a ser negociadas com um novo preço ajustado no dia 31 de agosto.

A divisão não teve nenhum impacto nos fundamentos da Apple ou em seu valor intrínseco, mas ajudará as ações a "atrair uma base maior de investidores", disse a Apple.

QUAIS SÃO AS MUDANÇAS PARA O INVESTIDOR?

Dividir as ações de quatro por um não mudará o valor da participação total do investidor, apenas aumentará o número de ações em sua carteira. Portanto, se um potencial investidor tem um valor fixo que deseja investir na empresa, não importa se ele comprou antes ou depois da separação.

Aqui está um exemplo: Supondo que os preços das ações não se movam drasticamente durante o processo de divisão de vários dias, se um investidor possuir duas ações da Apple no valor de $ 500 dólares cada uma antes da divisão (isso dá um total de $ 1.000 dólares), ele terá então 8 ações da Apple a $ 125 dólares cada (ainda assim ele permanece com um total de $ 1.000 dólares).

Os dividendos da Apple também serão divididos em quatro partes para refletir essa mudança na ação assim que a divisão for concluída.

A Apple espera que esta divisão faça a diferença para pequenos investidores individuais que talvez não consigam comprar uma ação de $ 500 dólares da Apple. Atualmente é mais barato comprar um iPhone SE do que um título da Apple! Após a divisão, os investidores particulares poderão comprar as ações da Apple com muito mais facilidade.

Mas essa idéia não é necessariamente uma regra. Alguns investidores acreditam que o preço mais alto das ações atrai investidores de longo prazo e desestimula os operadores de curto prazo, reduzindo assim a volatilidade. Mas com o investimento em ações “fracionado” disponível em quase todas as corretoras, esse pensamento fica provavelmente obsoleto. Agora, qualquer pessoa pode investir apenas $ 5 dólares na Apple, em vez de ter que se comprometer a comprar uma ação integral. Por outro lado, também é possível comprar facilmente um fundo que detém a maioria das ações da Apple.

UMA VEZ QUE É PERSONALIZADO

Esta é a quinta divisão de ações da Apple desde a sua introdução na bolsa de valores. E as operações anteriores foram um sucesso com os investidores.

A Apple realizou divisões de ações 2 por 1 em 1987, 2000 e 2005, bem como uma divisão de ações de 7 por 1 em 2014. Uma ação detida antes da primeira divisão da Apple em 1987 se transformaria em 224 ações divididas na época.

Em junho de 2014, após a divisão de sete para um, as ações da Apple estavam sendo negociadas a $ 94 dólares. Em um ano, o preço subiu quase 37% e chegou à $ 129 dólares.

A APPLE PODE CONTINUAR A CRESCER?

A Apple já é um monstro, mas muitos analistas da Wall Street esperam que a empresa continue seu crescimento espetacular.

O principal fator de crescimento que virá, é o iPhone 5G, que deve ser lançado neste ano, no outono. A nova tecnologia, que permitirá que os iPhones se conectem à próxima geração de redes sem fio super-rápidas, é um grande avanço que pode causar um “super ciclo” de consumidores que substituirão seus aparelhos.

O próximo iPhone 12 é provavelmente o ciclo de produto mais importante para a Apple desde o iPhone 6 em 2014. Será mais um capítulo decisivo no crescimento da Apple daqui para frente.

Melhorar a conectividade 5G também pode levar a uma maior adoção e utilização dos serviços digitais da Apple, como Apple Arcade e Apple TV +, nos quais a empresa está cada vez mais contando para diversificar suas vendas.

Embora as expectativas sejam altas para os novos lançamentos, os iPhones mais antigos e mais baratos também podem desempenhar um grande papel no futuro da Apple.

O programa de troca de iPhone da empresa fornece dispositivos usados que podem ser revendidos, normalmente em mercados emergentes, por uma fração do preço de novos iPhones. Nesses mercados, a Apple tem uma participação de mercado muito menor do que sua posição nos mercados desenvolvidos, o que significa que tem espaço significativo para crescimento.

Entre o iPhone SE, que é o mais barato e o próximo iPhone 5G, há um incentivo crescente para os proprietários de aparelhos Apple substituírem seus aparelhos antigos, o que expande o programa de troca.

AINDA BOAS PERSPECTIVAS

Atualmente, a Apple tem uma participação de mercado de 8% nos mercados emergentes, em comparação com 35% nos mercados em desenvolvimento e 15% da participação de mercado global em todo o mundo. Mas em 2023, cerca de 70% dos consumidores da Apple deverão participar do programa de troca, que pode elevar a participação de mercado emergente da Apple para 15% e sua participação de mercado geral em 21% durante este período.

Isso significaria uma base de usuários instalada maior para a Apple e provavelmente mais consumidores de seus serviços digitais e outros produtos de hardware, como os AirPods.

A oportunidade do iPhone utilizado pela Apple e o consequente crescimento da base instalada, ajudam assim, a fortalecer o perfil de crescimento à longo prazo, da empresa.

Portanto, devemos nos apressar para o título da Apple agora, especialmente porque ele se torna ainda mais acessível após a divisão 4 por 1? Tudo depende do horizonte de tempo. De uma perspectiva de longo prazo, sempre será bom ter a Apple em sua carteira. No entanto, isso não impedirá que o mercado flutue como achar adequado, em períodos de curto a médio.

Última Atualização em 11/09/20

Continue esta discussão no Forum