Qual é a melhor forma de investir R$ 50.000,00 reais?

Admin16/09/22 (atualização 8 meses, 2 semanas atrás)reais, investir, dinheiro, renda fixa, tesoura direto, Ações

Qual é a melhor forma de investir R$ 50.000,00 reais?
Qual é a melhor forma de investir R$ 50.000,00 reais?

Comentários

Neste artigo veremos algumas opções para investir R$ 50.000,00. Serão expostas opções tanto em renda fixa quanto e renda variável.

São diversas as possibilidades de investimento atualmente, tanto em renda fixa quanto em renda variável. Por isso, é necessário ter um bom conhecimento acerca do universo dos investimentos para optar pelas melhores oportunidades. Para quem possui R$ 50.000,00 disponíveis para investir, é recomendável diversificar os investimentos para minimizar os riscos e colher os melhores resultados. Diante disso, exporemos e analisaremos boas opções de investimento em renda fixa e em renda variável, lembrando que em ambas existem riscos e oportunidades.

Leia também: melhores investimentos para idosos e aposentados

Por que investir seu dinheiro?

investir seu dinheiro

Antes de falar propriamente das modalidades de investimentos, cabe fazer uma breve análise sobre o porquê é importante investir os recursos financeiros disponíveis, ao invés de deixá-los “parados”. Primeiramente, é necessário frisar que a taxa de inflação corrói o poder de compra do dinheiro ao longo do tempo. Por conta do efeito inflacionário, o dinheiro vai perdendo valor. Portanto, ter R$ 50.000,00 hoje é diferente de ter essa mesma quantia daqui a um ano, por exemplo.

Outro bom motivo para investir o seu dinheiro é planejar o futuro, principalmente pensando em aposentadoria. Afinal, quem não quer ter uma aposentadoria financeiramente tranquila, não é mesmo? Portanto, aplicar os recursos financeiros disponíveis se faz necessário tanto para evitar perda de valor quanto para planejamento de médio e longo prazo.

Bons investimentos para se fazer com R$ 50.000,00

Agora que já entendemos porque é importante investir, é hora de falarmos sobre bons investimentos para se fazer com R$ 50.000,00. Lembrando que o objetivo aqui não é indicar investimentos, mas somente discorrer sobre as diversas possibilidades. Sendo assim, nós falaremos das possibilidades tanto em renda fixa quanto em renda variável. Como já foi dito anteriormente, é altamente recomendável que o investidor diversifique seus investimentos.

Portanto, ela poderá aplicar o dinheiro de forma híbrida, ou seja, parte em renda fixa e parte em renda variável, aproveitando as melhores oportunidades em ambas. Isso além de possibilitar a maximização dos lucros, também reduz os riscos.

Escolha a corretora no comparativo do CFD, clique aqui.

Renda Fixa

Renda Fixa

Começaremos falando sobre os investimentos em renda fixa. Nessa modalidade, os riscos costumam ser menores, mas existem. Sendo assim, é importante conhecer bem o ativo em que se está investindo. Outro fator importante diz respeito ao prazo do investimento. Via de regra, quanto maior o período de vencimento do título, maior será o retorno e, em alguns casos, quanto maior o prazo menor será a tributação. Isso posto, agora sim falaremos sobre bons títulos para se investir na renda fixa.

Tesouro Direto

Muitas pessoas acham que investimento em Tesouro Direto é apenas para investidores conservadores. Essas pessoas não poderiam estar mais enganadas. Isso porque investir em títulos públicos pode ser uma ótima opção para diversificar a carteira e obter bons ganhos, além claro, de ser um investimento com bom nível de segurança. Ao investir em títulos do governo, é possível optar por títulos pré-fixados, pós fixados e híbridos, que é a junção de ambos.

Os principais títulos negociáveis são o Tesouro Selic, o Tesouro Pré-fixado e o Tesouro IPCA+. O primeiro caso é um exemplo de título pós fixado. Já o segundo caso, é um exemplo de título pré-fixado. Por fim, o IPCA+ é um caso híbrido, em que uma parte da rentabilidade é fixa e a outra acompanha a variação da inflação. Investir todo o montante disponível (R$ 50.000,00) em Tesouro Direto talvez não seja a melhor opção, mas sem dúvidas, aplicar parte desse recurso nessa modalidade, para diversificar a carteira, é uma excelente alternativa.

Para termos uma ideia, um investimento hoje, no Tesouro Selic com vencimento para 01/03/2027, de R$ 15.000,00 daria uma rentabilidade líquida de 7,64% ao ano. Obviamente, esse é um resultado estimado levando em consideração a taxa Selic atual.

Debêntures

Debêntures são títulos privados que consistem em uma espécie de empréstimo a empresas privadas, ou seja, é justamente o contrário dos títulos do Tesouro Direto, que funcionam como um empréstimo ao governo. Quando uma debênture é emitida, é elaborado um documento intitulado “escritura de emissão”, onde os direitos e deveres de ambas as partes são estipulados. Necessariamente, nesse documento será definido um agente fiduciário dos debenturistas, que pode ser tanto uma pessoa física quanto uma instituição financeira. Tanto um como outro, precisam preencher determinados requisitos para serem aceitos como representantes dos debenturistas.

As debêntures são emitidas por sociedade por ações (SAs), com o objetivo de captar recursos no mercado de capitais, para financiar suas atividades ou financiar investimentos em expansão. Já quem adquire esses títulos (debenturistas), tornam-se credores dessas empresas, assegurando assim o direito a serem remunerados por meio de juros periódicos e pagamento do principal no vencimento do título. Lembrando que o vencimento das debêntures é definido na escritura de emissão.

Assim como o Tesouro Direto, debêntures são uma boa opção para diversificar a carteira com bom nível de segurança e bom potencial de retorno.

Confira também: é possível investir seu dinheiro sem correr riscos

Renda variável

Cada vez mais pessoas buscam aplicar seus recursos em investimentos de renda variável. Isso porque, apesar dos riscos serem maiores do que na renda fixa, o potencial de retorno também costuma ser maior. Dessa forma, a renda é mais indicada para quem possui um perfil de investidor mais agressivo. Mas isso não significa que os conservadores e moderados não possam encontrar boas opções nessa modalidade.

Portanto, apresentaremos agora opções de investimento em renda fixa que são boas oportunidades para qualquer perfil. Vamos lá.

Ações

Ações

Sem dúvidas, o mercado de ações é o preferido dos investidores brasileiros. A cada ano o número de pessoas que aplicam seu dinheiro nesse mercado cresce exponencialmente. Isso se deve principalmente pelo aumento do acesso à informação a respeito desse mercado e também ao alto potencial de retorno oferecido pelas ações. Obviamente, o risco também é alto nesse universo. Mas se bem estudado, pode ser uma ótima opção para diversificar a carteira.

A grande vantagem de investir em ações é que existem opções para quem busca segurança, como é o caso das ações das empresas estatais e opções para quem está disposto a correr um risco maior, como é o caso das Small Caps. No caso das estatais, a possibilidade de valorização dos ativos é menor, mas em compensação, há o pagamento periódico de grandes volumes em dividendos. Já as Small Caps, tem um potencial de valorização muito alto, mas em compensação, os riscos também são bem maiores.

Por isso, na hora de investir é fundamental ter objetivos definidos para decidir por qual investimento atende a esses objetivos.

Escolha a corretora no comparativo do CFD, clique aqui.

Fundos Imobiliários (FIs)

Os FIs são uma forma simples de investir no mercado imobiliário. Isso porque, o investidor adquire cotas de um determinado fundo e quem fará os investidores será um gestor profissional. Esse gestor ficará responsável por encontrar as melhores oportunidades. E essas oportunidades poderão ser encontradas tanto investindo em imóveis quanto em ativos imobiliários, que podem até ser outros fundos.

Como o mercado imobiliário é muito robusto, suportando bem as adversidades da economia, esse acaba se tornando um dos investimentos mais procurados do mercado. No entanto, é preciso ressaltar que é um investimento que envolve um risco acentuado, assim como as ações também. Mas ao escolher um bom FI, é possível reduzir esses riscos consideravelmente.

Conclusão

Somente para relembrar, esse artigo não tem o objetivo de indicar investimentos, mas somente apresentar opções interessantes para aplicar seus recursos. O recomendável é que o investidor que conta com um montante de R$ 50.000,00 para investir diversifique seus investimentos, de preferência entre renda fixa e renda variável.

É recomendável ainda que em alguns investimentos o objetivo seja proteger os recursos, enquanto em outros, ele opte por correr maiores riscos, com o intuito de obter alta rentabilidade.

Qual CFD devo escolher?

Veja abaixo nossa seleção de melhores corretores

Última atualização em 23/06/23