Caso inusitado: clientes chineses tomam como reféns os funcionários de uma corretora Forex

Caso inusitado: clientes chineses tomam como reféns os funcionários de uma corretora Forex

Esta é uma situação bastante incomum que ocorreu em um escritório em Shanghai (corretora online australiana USGFX). Na verdade, os clientes chineses que não estavam contentes com os serviços da corretora online, decidiram tomar como reféns os funcionários da empresa.

Segundo relatos, tinha entre 30 e 50 clientes dos serviços online de negociação USGFX, que invadiram o escritório de Shanghai, na última quarta-feira. A razão deste acontecimento foi uma queixa de perda de uma quantidade significativa de dinheiro (cerca de 2,6 milhões de dólares) de um câmbio entre dólar australiano e dólar norte-americano, perda à qual eles imputaram a culpa no corretor online. E para expressar melhor suas queixas, eles decidiram sequestrar funcionários da corretora.

Alguns funcionários foram libertados, mas outros ainda continuam presos pelos clientes insatisfeitos, pedindo que a queixa seja considerada e que eles sejam reembolsados por suas perdas. A principio, três funcionários da China e Taiwan permanecem nas mãos dos sequestradores. Os líderes da USGFX estão preocupados com a vida de seus funcionários, que estão a mercê dos sequestradores, e também preocupam-se com a falta de reação das autoridades chinesas para intervirem e liberarem os funcionários que ainda estão sendo mantidos pelos clientes insatisfeitos.

O gerente de marketing da USGFX afirmou :

« Manter essas pessoas presas contra a vontade é uma violação da lei. Na minha opinião, a polícia deveria ter intervido nesta fase. Continuamos a trabalhar em conjunto com as autoridades para pôr fim a esta situação. »

Vídeos da tomada de reféns foram enviados para mostrar a realidade da situação.

usgfx refenss china

usgfx refens china

O ASIC, órgão de regulamentação financeiro da australia, confirmou que vai monitorar a situação, mas no entanto, parece estar fazendo isso de longe.

O que todos estão aguardando é a resposta do corretor, se irá aceitar as queixas desses clientes insatisfeitos para conseguir a libertação dos últimos reféns, e também saber como vai acabar este caso bastante incomum no mundo das negociações online.

Aguardamos por novas notícias...

Última Atualização em 08/08/17

Continue esta discussão no Forum