ESMA suspende restrições sobre a comercialização de CFDs

ESMA suspende restrições sobre a comercialização de CFDs

O regulador de mercado da União Européia, o ESMA (European Securities and Markets Authority) anunciou que não renovará a restrição temporária à comercialização, distribuição ou venda de contratos de diferenciação, CFD, a clientes de varejo, na União Européia.

No ano passado, o ESMA tomou medidas para limitar temporariamente a comercialização, distribuição ou venda desses contratos de diferenças, que foram aplicados até 31 de julho de 2019. Esta suspensão das restrições por parte da Autoridade Européia de Mercados Financeiros não liberaliza o mercado de CFDs, porque a maioria dos países da União Européia adotou suas próprias restrições, que por vez ainda está mais rigorosa do que algumas das autoridades Européias. O regulamentador de mercados da União Européia, no entanto, continua a monitorar as atividades especulativas, como as CFDs, a fim de determinar se são necessárias medidas adicionais a nível da União Européia. A partir de agora, cada país da União Européia estará livre para preservar ou não, essas restrições. A autoridade de regulamentação do mercado alemão anunciou que essas restrições continuarão sendo aplicadas aos clientes de varejo na Alemanha.

Mas enquanto que alguns países da União Européia, o acesso aos CFDs permanecem proibido para particulares, já outros países decidiram adotar o oposto dessa política, como por exemplo foi o caso da Polônia, onde os pequenos investidores poderão efetuar o câmbio dos principais índices e ouro com maior alavancagem. A Autoridade de Supervisão Financeira da Polônia (KNF) está particularmente preocupada com a perda de investidores de varejo que vão para o exterior, então colocou um ponto final a essa tendência, com a introdução de uma categoria de « trader experiente ». Essa visão é contrária à da ESMA e das autoridades reguladoras do mercado na França e na Alemanha, para os quais não há evidências de que clientes experientes percam menos dinheiro. O KNF quer acima de tudo, garantir que os traders obtenham um serviço adequado e que seus depósitos sejam protegidos.

Na prática, isso significa que um cliente de varejo experiente pode negociar CFDs com maior alavancagem em vários ativos selecionados. A lista inclui todos os pares de moedas, os principais índices da bolsa e o ouro. O KNF também incluiu os seguintes índices de referência: FTSE 100, CAC 40, DAX30, DJIA, S & P 500, NASDAQ Composite, NASDAQ 100, Nikkei 225, ASX 200 e EURO STOXX 50. Esta decisão se aplica a todos as empresas que oferecem CFDs na Polônia, ou seja, corretores, empresas de investimento, bancos, sucursais de empresas de investimento estrangeiras, e etc. No entanto, a categoria de « trader experiente » é particularmente seletiva: além de ter pelo menos dois anos de experiência, os traders devem atender aos pré-requisitos em termos de educação e volume de negócios para poder reivindicar a negociação de CFDs, conforme as condições descritas acima.

Última Atualização em 19/09/19

Continue esta discussão no Forum