Quais são as Consequências do Brexit?

Quais são as Consequências do Brexit?

Na sequência do resultado da votação do dia 24 de junho de 2016, os britânicos manifestaram o seu desejo de abandonar a União Européia. O resultado da votação foi uma surpresa para muitos, e teve um forte impacto a nível internacional, mostrando consequências que estão agora no centro das atenções.

Desde as primeiras horas após o resultado anunciado, o setor econômico britânico tem sido duramente atingido com uma desvalorização da libra esterlina sem precedentes. As consequências econômicas e políticas em médio prazo serão importantes e afetarão diretamente a vida de muitos britânicos.

A vontade do Reino Unido de sair da União Européia termina com um período de estabilidade política no país.

A votação reavivou tensões dentro do Reino Unido, incluindo a Escócia, que quer permanecer na União Européia e gostaria de realizar uma votação sobre o tema da adesão do Reino Unido.

Esta instabilidade política também tem desafios econômicos significativos. E a nota da dívida britânica dada pela agência de classificação Standard and Poor passou de AAA para AA, isso por causa da instabilidade esperada nos próximos meses, e em particular em termos de condições de acesso ao mercado e a estabilidade constitucional. Agora esta nota afeta diretamente as condições em que as empresas podiam pedir empréstimos no mercado financeiro, e quanto menor a classificação, maior ficam as taxas.

64% dos líderes empresariais britânicos consideram que o Brexit terá um impacto negativo sobre seus negócios. As consequências diretas são certamente um congelamento nas contratações, e a deslocalização de parte de suas atividades. Esta pesquisa se junta com os estudos feitos e o montante de votos, e acredita-se que sair da UE (União Européia) custaria à economia do Reino Unido 128 bilhões de euros e 950.000 postos de trabalho até 2020.

Mais do que perder o seu triplo de A no Reino Unido, e se preocupar fortemente com os investidores e o mundo dos negócios, o Brexit também terá um forte impacto sobre outros setores econômicos, especialmente a agricultura, que foi fortemente apoiada pelo PAC (Política Agrícola Comum) até à data, com 3,8 mil milhões de euros de ajuda recebida anualmente.

Em primeiro lugar, a cobrança dos direitos aduaneiros entre o Reino Unido e o resto dos países membros da União Européia podem prejudicar as exportações britânicas. No entanto, 61% da produção é destinada à exportação e que a UE é o seu principal parceiro comercial.

Além disso, a desvalorização da libra levará nos próximos meses um aumento nos preços dos alimentos, incluindo produtos importados, que representam 60% do consumo de alimentos dos britânicos.

De acordo com as promessas feitas por partidários do Brexit, a PAC deve ser substituída por uma política nacional para apoiar a agricultura, a questão é quão breve isso pode haver lugar e quão alto será pago aos agricultores. Para alguns, a ajuda da União Européia é essencial para a sua sobrevivência.

Quando a livre circulação de pessoas acabar, vai ser mais difícil para os agricultores encontrarem uma mão de obra disponível para trabalhar na época da colheita, e certamente, os procedimentos administrativos pesarão nesse trabalho sazonal, mas essencial.

As consequências da vitória do voto no Brexit são importantes tanto do ponto de vista político, como no econômico, e devem afetar os britânicos rapidamente. Os britânicos aguardam anciosos agora para saber como será a negociação de saída da UE nas próximas semanas.

Última Atualização em 09/09/16

Continue esta discussão no Forum