O Brexit e a Queda da Libra Esterlina

O Brexit e a Queda da Libra Esterlina

O valor da libra esterlina este mês atingiu o seu valor mais baixo em 31 anos. O valor em relação ao dólar é menor do que o mês de junho, após o resultado da votação do Brexit em favor de deixar a União Européia (UE).

A libra atingiu $ 1,2764 em relação ao dólar, seu nível mais baixo desde Junho de 1985. Esta queda na libra em grande parte está relacionada ao anúncio feito por Theresa May no debate de negociações para a saída da UE planejada para daqui alguns meses. Este anúncio de fato formalizou o Brexit que é agora um processo político e econômico real que a economia britânica terá de se preparar. O início das negociações deverá ocorrer a partir de março 2017, com o objetivo de deixar a União Européia prevista para o verão de 2019 (quase 2 anos de negociações) tal como, o estipulado no artigo 50 do Tratado de Lisboa. Para os especialistas, é a partir deste momento em que o processo de saída da UE será verdadeiramente iniciada, e que as consequências diretas do Brexit se manifestarão nomeadamente através da redução do emprego e do investimento.

Theresa May confirmou os temores dos centros financeiros, ou seja, que ele provavelmente será um Brexit « difícil » ou seja, uma verdadeira saída da Comunidade Européia, que não suaviza a escolha, respeitando o voto e as crenças da maioria que optou pelo Brexit britânico. As restrições do controle de imigração e fronteiras são as principais preocupações da comunidade empresarial, que já estão enfrentando muitas dificuldades relacionadas com a perda e restrição de acesso ao mercado único.

Em relação à evolução da direção da Libra, alguns especialistas não hesitam em dizer que, longe de uma recuperação, a queda da moeda pode continuar ao longo das negociações e poderá chegar à $ 1,25 ou até menos que isso. Já desde o início do ano, a moeda britânica perdeu 15,7% em relação ao Euro (ficando em 1,1436 Euro) e quase 13,5% em relação ao dólar.

Não está claro como o Banco da Inglaterra vai reagir, e qual será o plano de ação para parar a queda da moeda. E de fato, ele já tem facilitado a política monetária desde o verão passado, e provavelmente poderá atuar novamente no final do ano ou no início de 2017 para apoiar a economia.

O declínio da libra esterlina teve porém um impacto positivo sobre o mercado do FTSE, que subiu acima de 7.000, o que não acontecia desde maio de 2015. O declínio da moeda, fez com que os produtos britânicos se tornassem mais acessíveis ao mercado exterior.

Última Atualização em 10/10/16

Continue esta discussão no Forum