ePrivacy and GPDR Cookie Consent

O que é a Dogecoin? Qual a sua diferença em relação ao Bitcoin?

O que é a Dogecoin? Qual a sua diferença em relação ao Bitcoin?

A primeira vista, a Dogecoin nasce como uma moeda virtual cujos grandes princípios são idênticos aos do Bitcoin. Entretanto, a filosofia desta nova moeda é bem diferente. Apesar de ter sido criada sob os mesmos fundamentos, a Dogecoin é menos ambiciosa e mais brincalhona e atinge um certo sucesso hoje em dia.

A Dogecoin nasceu em 2013 sob a iniciativa de Billy Markus e Jackson Palmer. A ideia era a de replicar o funcionamento do Bitcoin e do Blockchain, mas sem criar um suporte estratégico para a criação da nova moeda virtual. Desde então, ela tem dado o que falar, menos por suas performances financeira e mais pelo humor embutido na sólida comunidade que se formou em torno dela. A imagem associada ao Dogecoin é a de um cachorro da raça Shiba Inu, conhecido por um meme publicado na mesma época da aparição da moeda. Prova de que o humor é o primeiro argumento para o lançamento deste projeto.

Do ponto de vista técnico, a Dogecoin utiliza o blockchain. Entretanto, ela não conseguiu seguir o ritmo desenfreado do Bitcoin e ficou para traz na rapidez e na potência de mineração. Pouco depois do seu lançamento, a Dogecoin foi vitima de pirataria e os primeiros investidores perderam todo o investimento inicial. Mas graças ao apoio da comunidade, uma campanha de fundos permitiu reembolsar todos os investidores.

Esta moeda virtual não quer passar uma imagem séria e utiliza o humor ao seu favor. É exatamente isso que seduz a comunidade. Do ponto de vista da performance, é uma moeda que teve seu altos e baixos desde a sua criação, mas que agora está em evidência devido a vários fatores.

Antes de mais nada, esta criptomoeda ainda é acessível em comparação ao Bitcoin. O último atingiu um valor extremamente alto e, portanto, não é mais tão acessíveis às pequenas carteiras. Durante o confinamento, a Dogecoin seduziu os pequenos investidores que aproveitaram suas reservas para entrar no mercado financeiro. Enquanto o Bitcoin pode custar até mais de 50 000 $, um Dogecoin custa em média 0,05 $. A oferta também é menos limitada e a mineração é mais acessível. Um dos pontos fortes da Dogecoin é que o projeto é apoiado por vários influencers e por celebridades como Elon Musk, que já declarou que a Dogecoin era, sem dúvidas, a sua criptomoeda favorita. Desde que o patrão da Tesla fez essa declaração, o preço da Dogecoin subiu vertiginosamente. A ideia que seduz os investidores é justamente este pontapé no mercado financeiro clássico, mas também no Bitcoin e no seu sucesso fulgurante junto dos grandes investidores.

A Dogecoin vai na contramão desta tendência. Investir nesta moeda é, de certa forma, fazer um ato de resistência e mostrar que o valor humano da criptomoeda é mais importante do que a sua performance econômica. Ela também se destacou, por exemplo, ao declarar apoio a favor de causas humanitárias.

Desde a sua criação, o Bitcoin teve como objetivo revolucionar os mercados financeiros tradicionais propondo uma moeda virtual que pudesse ser utilizada internacionalmente, se tornando assim uma alternativa sólida ao sistema monetário clássico. A Dogecoin não tem essa ambição.

A comunidade do Dogecoin é um verdadeiro ponto forte desta moeda. E alguns pequenos investidores puderam aproveitar das altas repentinas dos valores para rentabilizar os seus investimentos iniciais.

É uma boa ideia investir na Dogecoin? Do ponto de vista da rentabilidade, é pouco provável que a Dogecoin se torne extremamente rentável, como é o Bitcoin. Entretanto, se o investidor compartilha da filosofia da comunidade da Dogecoin, por quê não investir em algumas moedas, consciente de que se trata de uma aposta arriscada?

Frente ao crescimento das criptomoedas na cena do mercado financeiro internacional, os investimentos em criptomoedas não devem mais ser negligenciados pelos traders. Elas já são parte constitutiva do trading online.

Última Atualização em 13/05/21

Continue esta discussão no Forum